Novo Manual de Biossegurança:

Novo Manual de Biossegurança trás dicas aos fonoaudiólogos para agora neste período de pandemia.

Este Manual foi elaborado pela Comissão de Saúde do Sistema de Conselhos de Fonoaudiologia.

Assim, considerando que a assistência fonoaudiológica necessita de condições compatíveis com os processos de controle de infecções, além de práticas e padronização das rotinas dos serviços, que permitam a implementação de medidas eficazes de Biossegurança.

Antes de tudo,  o que é  biossegurança?

A biossegurança é um processo funcional e operacional de fundamental importância em serviços de saúde.

Não é só considerada por abordar medidas de controle de infecções para proteção da equipe de assistência e usuários em saúde, mas por ter um papel essencial na promoção da consciência sanitária, sobre a importância da preservação do meio ambiente na manipulação e no descarte de resíduos comuns.

Sendo esses resíduos perfurocortantes, biológicos, químicos, radioativos, atuando também na redução geral de riscos à saúde e acidentes ocupacionais.

É um processo progressivo, que não se encerra pois deve ser sempre atualizada, supervisionada e sujeito à exigência de respostas imediatas diante do surgimento de microrganismos mais resistentes e agressivos identificados pelas notificações epidemiológicas das equipes de controle epidemiológico.

Contudo, enquanto instrumento de atualização e aperfeiçoamento, este Manual tem como principal desafio socializar informações técnico-científicas de biossegurança.

Também, permitir que os fonoaudiólogos, como profissionais de saúde sejam

capazes de conhecerem e executarem rotinas padronizadas com a sequência de processos de biossegurança, de cujo desempenho dependerá a eficácia na redução de riscos à saúde a todos os que direta ou indiretamente são agentes de sua atenção.

Considerando a disposição e interesse de nossos profissionais, e conscientes das limitações e dificuldades que estas mudanças impõem, nossa expectativa é de que possamos qualificar nossa prática, agregando conhecimentos e potencializando nossa resolutividade nas questões relacionadas a condições biosseguras de trabalho.

Quando a assunto é saúde, as doenças infectocontagiosas, assim como as síndromes respiratórias representam um risco substancial à segurança do paciente e dos profissionais nos serviços de saúde.

Sendo assim, falhas no processamento e fluxo de artigos ou produtos de saúde podem ter como consequência a disseminação e transferência de microrganismos nos ambientes dos serviços de saúde, colocando em risco a segurança dos pacientes e dos profissionais que atuam nesses serviços.

Assim como, no sentido de contribuir com as orientações fundamentadas na legislação vigente, o Sistema de Conselhos publica o presente manual, disponibilizando informações sobre o tema.

Com uma apresentação direta, busca-se que o profissional compreenda, aprenda e assuma sua responsabilidade na cadeia asséptica trabalhe nos diferentes ambientes com segurança e tranquilidade, garantindo a mesma segurança e tranquilidade aos usuários em saúde, para proporcionar sempre um trabalho de excelência.

Portanto segue o link na íntegra para os fonoaudiólogos ou qualquer outro profissional da área da saúde, terem a oportunidade de consultar: https://www.fonoaudiologia.org.br/cffa/wp-content/uploads/2020/07/ManualBIOSEG-site.jpg

​​​​​​Fonte:​Andréa Cintra Lopes CRFa 2-5766 Presidente da Comissão de Saúde Conselho Federal de Fonoaudiologia, 13º. Colegiado (gestão 2019-2021)

WhatsApp chat