Esporão de Calcâneo

Esporão do calcâneo é resultado do crescimento anormal de um pequeno segmento do osso do calcanhar, que se forma na parte de baixo ou na região posterior desse osso.

Antes de mais nada, vale a pena ressaltar que esporão de calcâneo nada mais  é que  “uma consequência e não um fator”, e para trata-la com êxito temos que ir a sua causa ou causas de origem.

Esporão de Calcâneo

  • Causas:

Traumatismo: o excesso de peso, a obesidade, o uso de calçados inadequado, as fraturas, as fissuras, assim como os acidentes nos casos de quedas de alturas, também são fatores que contribuem a forçar a estrutura arquitetônica da base plantar, facilitando as sub-luxações, o estresse muscular e a ruptura das fibras da fáscia com a posterior periostite.

Estrutura: Osso, cartilagem, pode oscilar entre frouxo e o compacto.

– Tamanho: varia conforme o tamanho da tuberosidade.

  • Sinais

–  Fasceite plantar

-Pode ter presença ou não de inflamação

– Pode ter presença ou não de tumefação (inchaço)

-Violação dos tempos e fases da marcha, durante o exame da marcha.

-Marcha forçada (o esforço recai sobre o metatarso).

-Troca nos pontos de apoio (a distribuição do peso corporal se inclina para as cabeças dos metatarsos).

-A fase do golpe de calcanhar quase desaparece, pois se faz muito dolorosa ao iniciar a marcha ou levantar-se.

-Existe claudicação intermitente. (É uma dor tipo cãibra, que se desenvolve ao caminhar e alivia com o repouso. É causada pela chegada de sangue insuficiente aos músculos das pernas devido a aterosclerose (depósitos de gordura que limitam o fluxo sanguíneo através das artérias).

-Pode existir descolamento da almofadinha adiposa do calcanhar em maior ou menor grau, que fica mais fina nesta zona.

  • Tratamento

Tratamento Clinico: Via de regra, o tratamento clínico conservador produz resultados satisfatórios no tratamento do esporão do calcâneo. Portanto, para efeito de diagnóstico, o médico leva em conta as queixas do paciente e os dados obtidos no levantamento de sua história de vida. O objetivo é buscar alívio da dor e o controle do processo inflamatório.

Repouso:  É recomendado o repouso, compressas de gelo, elevação do membro comprometido são recursos não medicamentosos úteis para controle dos sintomas. da mesma forma, o uso de palmilhas ortopédicas de silicone sob o calcanhar (calcanheiras) é uma medida útil quando o objetivo terapêutico é amortecer o impacto da pisada no solo e diminuir a pressão sobre o esporão. em contrapartida, este  tipo de órtese é o aumento da pressão que ela exerce sobre a planta do pé.

-Terapia: A terapia no caso de esporão de calcâneo, inclui diversas técnicas, assim como:

  • Terapia por  ondas de choque.
  • Ultrassom, recurso utilizado por fisioterapeutas para diminuir o processo inflamatório, que apresenta grande eficaz no tratamento dessas lesões.
  • Fisioterapia, com aplicação de exercícios de alongamento, massagens são medidas bem-vindas no tratamento do esporão do calcâneo. Há casos, porém, em que a indicação por um médico de medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios se faz absolutamente necessária. A infiltração local de corticoides só é indicada raramente, quando não houve resposta satisfatória ao tratamento conservador.

Por ultimo, o tratamento cirúrgico que muita das vezes  fica reservada apenas para os quadros graves que exigem a remoção do esporão. Isso ocorre quando as outras opções terapêuticas não alcançaram os resultados esperados e os sintomas continuam incomodando.

Duvidas?

Fale Conosco

https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/esporao-do-calcaneo/

WhatsApp chat