03 de Junho – Dia da Conscientização Contra a Obesidade Mórbida Infantil

Dia da Conscientização Contra a Obesidade Mórbida Infantil, o Ministério da Saúde faz um alerta: crianças obesas têm chances de virar adultos também obesos.

Obesidade Infantil

A obesidade na infância pode acarretar no aparecimento de doenças crônicas não transmissíveis na vida adulta, como:

  • Diabetes;
  • Hipertensão;
  • Aumento dos índices de colesterol;
  • Doenças cardíacas.

Dessa forma,  estudos apontam que crianças acima do peso possuem 75% mais chance de serem adolescentes obesos e adolescentes obesos têm 89% de chance de serem adultos obesos

De acordo com o Ministério da Saúde, 12,9% das crianças brasileiras de 5 a 9 anos são obesas e 18,9% dos adultos estão acima do peso.

Por isso, além de centrar ações nos primeiros dias de vida, como o incentivo ao aleitamento materno, as políticas de estímulo ao hábito saudável devem aliar ações de alimentação e atividade física.

A nutricionista da nossa equipe, Dra. Keila Baena reforça que a obesidade infantil entre vários fatores, pode ser desencadeada pela alimentação rica em:

  • Gorduras,
  • Alimentos açucarados e ultra processados,
  • Pobre em frutas, verduras e legumes.
Alimentos com alto teor de gordura

Fast-Food

 

Sendo assim, a criança obesa pode estar subnutrida, está acima do peso, muitas vezes come quantidades exageradas de determinados alimentos, mas não possui uma variedade alimentar, resultando na falta de fornecimento de vitaminas e minerais importantes para o bom crescimento e desenvolvimento de forma saudável.

Além dessa realidade alimentar das crianças obesidade, os hábitos de vida mais sedentários como:

  • Falta de atividade física,
  • Maior tempo de exposição ao aparelhos eletrônicos, contribuem para o aumento do peso e aparecimento de doenças crônicas ainda na infância.

Além disso, excesso de peso pode causar problemas articulares, motores e posturais, conclui a fisioterapeuta Dra. Elaine Michele Lima Rocha.

Sendo assim:

Os responsáveis pela criança obesa precisam buscar ajuda de profissionais para reverter e combater o estado de obesidade.

É necessário o acompanhamento de um nutricionista para orientar sobre a alimentação saudável, incluir estratégias para melhorar a aceitação de alimentos saudáveis, ajudar a equilibrar a ingesta alimentar e encontrar um equilíbrio nutricional.

Além do acompanhamento nutricional, atividades físicas regulares e acompanhadas por profissionais como educadores físicos eu fisioterapeutas é de extrema importância para esse combate.

A inclusão de uma avaliação psicológica é de grande valia, visto que o quadro de obesidade enfrentado pela criança pode desencadear transtornos alimentares e comportamentais a curto, médio e longo prazo.

Não podemos esquecer que o papel da família é imprescindível para o tratamento, o apoio de todos os envolvidos está relacionado diretamente com o sucesso do combate a obesidade infantil.

Vamos combater a obesidade mórbida infantil!

Juntos somos mais fortes!

https://scabora.com.br/obesidade-infantil-e-auto-estima/

https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/45494-obesidade-infantil-traz-riscos-para-a-saude-adulta

WhatsApp chat