A Fonoaudiologia Educacional atuando na escola

A Fonoaudiologia Educacional primeiramente é uma área de especialização da Fonoaudiologia voltada ao estudo e atuação para a promoção da Educação, em todos os níveis ou modalidade de ensino.

Contudo, a área da educação tem sido um campo da Fonoaudiologia desde seus primórdios.

Atualmente, a Fonoaudiologia tem retomado o lugar que lhe cabe no âmbito educacional, porém com uma visão menos curativa, afastando-se do modelo clínico de atendimento.

O artigo 4º da Lei 6965/81 define como competência do Fonoaudiólogo:

l) “participar da Equipe de Orientação e Planejamento Escolar, inserindo aspectos preventivos ligados a assuntos fonoaudiológicos”

Ao passo que,  o papel do fonoaudiólogo dentro do ambiente escolar é de suma importância para o auxilio na promoção e prevenção de saúde.

Resumindo o que a “RESOLUÇÃO CFFa nº 387, de 18 de setembro de 2010” trouxe para orientar e esclarecer melhor o fonoaudiólogo,  ele pode atuar como:

Compor a equipe e auxiliar na avaliação e diagnóstico institucional de situações de ensino e aprendizagem;

Promoção, aprimoramento e prevenção de alterações relacionadas à audição, linguagem (oral e escrita), motricidade oral e voz, visando favorecer e otimizar o processo de ensino e aprendizagem;

Participar do planejamento educacional;

Elaborar, acompanhar e executar projetos, programas e ações educacionais que contribuam para o desenvolvimento de habilidades e competências de educadores e educandos;

Promover ações de educação dirigidas à população escolar nos diferentes ciclos de vida;

Na triagem,  fonoaudiológica, como em  caráter complementar ao trabalho Fonoaudiológico existente, visando caracterizar o perfil da comunidade escolar.

Esse profissional  não pode realizar terapia na escola, o atendimento clínico/terapêutico dentro das Instituições de educação infantil, ensino fundamental e médio, mesmo sendo inclusivas. O atendimento clínico/terapêutico é permitido somente nas escolas de educação especial, desde que seja respeitado o horário escolar do aluno.

Acredito que a relação fonoaudiólogo e escola é uma parceria fundamental para o desenvolvimento do aluno, professores, pais e toda a comunidade. Resta esse espaço que lhe cabe ser alcançado, respeitado, divulgado ou desenvolvido. Vemos que hoje isso ocorre muito mas não o ideal que deveria ser.

http://www.fonoaudiologia.com.br

(fonte: Conselhos Regional e Federal  de Fonoaudiologia)

WhatsApp chat